Acompanhando Interface Ativa!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Santiago e São Francisco de Assis no Almanaque Gaúcho de ZH

O jornal Zero Hora de hoje, na seção Almanaque Gaúcho, destaca o aniversário das cidades de Santiago e São Francisco de Assis. A primeira foto mostra cerimônia que antecedeu o embarque de tropas durante a Campanha da Legalidade, em 1961.

Bastante curiosa, tentei identificar algumas pessoas que aparecem na imagem, mas somente pude reconhecer o escritor e poeta Oracy Dorneles. 

Quem se habilita a identificar os principais personagens? E a menina que olha atentamente para a câmera, quem será?


04 de janeiro de 2013

Duas importantes cidades gaúchas, ambas próximas à região das Missões, comemoram hoje seus aniversários. As vizinhas Santiago e São Francisco de Assis foram desmembradas, respectivamente, de São Borja e de Itaqui, segundo a lei provincial 1.427, de 4 de janeiro de 1884.

A proximidade com as unidades religiosas dos jesuítas foi determinante para as duas cidades. No caso de Santiago, o famoso boqueirão – que por muito tempo fez parte do nome do lugar – representava um estratégico cruzamento entre estradas que levavam à Serra e à Campanha, tornando-se com o tempo uma passagem obrigatória para caravanas e tropas entre os Sete Povos e outras partes do Estado. A cidade foi palco de acirrados conflitos, como a Batalha de Carovi, em 1893, e de grandes movimentos, como o embarque de soldados para a Campanha da Legalidade, em 1961.


Militares mobilizados em Santiago pela Campanha da Legalidade, em 1961. Foto: reprodução

São Francisco, logo a Oeste, fica no território onde havia surgido, no século 17, uma das antigas reduções jesuíticas da região, São Tomé. Foi decisiva para o povoamento da área a construção do Forte de São Francisco de Assis, à margem esquerda do Rio Inhacundá, em 1801. Duas décadas depois, começaram a chegar os primeiros colonos alemães à área.


São Francisco de Assis no início do século 20. Foto: reprodução
A foto acima, do início do século 20, fornece um panorama do aspecto antigo da área urbana de São Francisco de Assis, cidade que hoje soma cerca de 20 mil habitantes. A ênfase econômica na criação de bovinos de corte é uma herança dos primeiros colonizadores portugueses da região – e se soma à agricultura praticada pelos descendentes dos imigrantes italianos que colonizaram a parte serrana do território do município, na década de 1890.

Postado por Luís Bissigo, em http://wp.clicrbs.com.br/almanaquegaucho

Nenhum comentário: