Acompanhando Interface Ativa!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Patrulha, NÃO!



Ontem, o jornalista Júlio Prates postou, em seu blog, (julioprates.blogspot.com.br) comentário intitulado "O PP e as ideologias", em que conta ter recebido longo e-mail de amigo e companheiro do PT, questionando as fontes das matérias e revistas usadas por mim e pelo colega Júlio Barcelos, no programa jornalístico que comando todas as manhãs, das 10h ao meio-dia, na Rádio Verdes Pampas FM. Pelo que entendi, o "amigo" desejava que Júlio Prates interferisse junto à rádio, já que é assessor jurídico da emissora, para que as tais fontes - jornais e revistas - não fossem mais utilizadas.

Pois bem, como o meu nome e o meu programa foram mencionados no texto, decidi que deveria responder, hoje, no ar. Assim fiz, reafirmando que o meu programa, acima de tudo, é democrático e aceita críticas. Só não aceita PATRULHAMENTO ou tentativa de. E também não é orientado pela Lei do Pensamento Único, tão difundida em Santiago. O interlocutor de Júlio Prates, que pediu a interferência do jornalista junto à emissora, para evitarmos comentários e opiniões que o incomodam, poderia ter ligado para o Programa e externado a sua insatisfação, livremente, através dos telefones 3251 5500 ou 3251 9900, ou, quem sabe, poderia vir nos visitar - será sempre muito bem recebido, com toda a cordialidade. E será ouvido. Aqui não tem burocracia e nem patrulhamento.

De outra parte, quero dizer ao jornalista Júlio Prates, a quem admiro pela cultura e conhecimento que, no exercício da minha profissão não tenho partido político. No programa, reproduzo e repercuto as notícias que são manchetes nos jornais diários e nas revistas semanais do país e do exterior, sem privilegiar partidos, ideologias ou pessoas.

Nunca ofendi, caluniei ou difamei pessoas. Ao contrário, trato meus interlocutores com respeito e educação.

Criticar posições ou fatos é natural exercício do direito de expressão e opinião que podemos externar, ainda, com liberdade.

Então, amigos, nada de patrulha! Pensamento único é ranço da época da ditadura. Comigo, não!

As demais posições externadas pelo jornalista Prates em seu artigo, acerca de PP, PSDB e PT são fruto de suas convicções e a elas cabe respeitar, visto que, também, são parte do seu direito inalienável de livre opinião.

2 comentários:

Vulmar Leite disse...

Infelizmente, o anonimato e a covardia são típicos dos procedimentos conservadores e retrógrados que controlam a nossa comunidade. Não é por acaso que nossa população decresce a cada censo realizado pelo IBGE. Não há debate, há apenas a vontade imperativa de um grupo de pessoas, ontem, sustentada pela poder dos grandes latifundiários e, hoje, pelo controle do aparelho público e de algumas instituições privadas (2) empregadoras dos seus filhos, protegidos e serviçais.

Anônimo disse...

Eu amo este post - totalmente kewl! Bem feito! Eu estou voltando para esse ...