Acompanhando Interface Ativa!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

As sugestões da Martha



Há um texto da excelente cronista Martha Medeiros, chamado Como vencer uma eleição, onde a autora fornece algumas estratégias aos candidatos de como convencer os eleitores de que eles são a melhor escolha. Vejam só as sugestões: 1. Não beije criancinhas, abandone as atitudes clichês. 2. Não prometa nada do tipo acabar com o desemprego e a violência, gerar 5.000 novas vagas de trabalho ou triplicar o número de viaturas da Brigada... 3. Crie um jingle diferenciado, nada de gritarias, prefira o ritmo bossa nova ou blues... 4. Não faça carreata, passeie pela cidade, não faça alarde, só dê uma buzinadinha e pisque o olho, aparecendo discretamente. Nada de forçar a barra...

Boas sugestões as da Martha. E de graça, válidas para qualquer época e para todos os candidatos. Há que se abandonar as antiquadas e hipócritas campanhas eleitorais. Não cola mais fazer promessas incumpríveis, gastando um tempo precioso em discursos intermináveis que não dizem nada, sacrificando ainda mais um eleitor desinteressado, apático e sem esperanças.

Conquistar votos também é uma questão de arte e criatividade. Nem precisa de muitos recursos. Os melhores são o olho no olho e a verdade. Chega de poluir o ambiente com propaganda desnecessária. Essa atitude só denigre o nome dos candidatos ao mostrar o desrespeito e o menosprezo que têm para com a natureza. O que precisa ser grande não é a fotografia e sim a qualidade do candidato, sua honradez, competência e vontade de trabalhar.

Chega de hipocrisia. Tolerância zero para com o uso da máquina pública que privilegia uns poucos, sempre os mesmos e, entre nós, de geração à geração. Há que cumprir estritamente o que determina a Lei Eleitoral. Chega de demagogia. Acabe-se com a ideia de que o eleitor é um joguete, manipulável conforme as circunstâncias. Respeito é fundamental para que possamos crescer como pessoas e fazer da “temporada” eleitoral um instrumento hábil de fortalecimento da cidadania, elegendo os melhores candidatos, aqueles que têm algo mais a dar para a sociedade que não seja a sua narcísica figura.

Oriente-se, reflita e mude. A Martha usou ironia e humor para criticar os políticos que utilizam estratégias obsoletas. Você tem uma arma melhor – o seu voto.

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nivia Andres!
Sua brilhante pena discorre com primor a crônica, COMO VENCER UMA ELEIÇÃO, de Martha Medeiros!
Admiro sobremaneira seu destemor em externar aquilo que pensa!
Caloroso abraço! Saudações eleitoras!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP