Acompanhando Interface Ativa!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Amnésia geral

“A cada 15 anos, constatou o jornalista Ivan Lessa, o Brasil esquece o que aconteceu nos 15 anos anteriores. Esse prazo valia para o século passado. Neste, ficou bem mais curto, sobretudo por faltar espaço no noticiário jornalístico e na memória dos brasileiros para armazenar por muito tempo tantos escândalos, roubalheiras, pilantragens e sem-vergonhices envolvendo corruptos com salvo-conduto expedido pelo governo. Hoje, nos cálculos do Planalto, o país esquece a cada 15 dias o que aconteceu nos 15 dias anteriores”.

Via Blog do Augusto Nunes. Leia mais em www.veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/                        

3 comentários:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nivia Andres!
Lembrei-me da película americana "All the President's Men" intitulada entre nós "Todos os Homens do Presidente", produzida em 1976...
Saudações herculepoirotianas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

Anônimo disse...

Oi trata-se a 2ª vez que li a tua página e reflecti muito!Espectacular Trabalho!
Adeus

Paulo Tamburro disse...

Pois é Nivia, ainda sobre o impacto da sua foto postada em 2008da mãe branquela de Obama, o segurando sentado na cerca, vim até aqui, e lhe confesso fiquei mais revoltado ainda, do que deixei evidenciar no e-mail que lhe encaminhei.

Nívia,parece insensato esta afirmação, mas a culpa destes descalabros é do eleitor brasileiro.

Este eleitor , não vota em projetos nacionais dos seus candidatos, pois a maioria nem tem.

Este eleitor que elege o palhaço analfabeto funcional "Tiririca", deve sim,conviver com roubalheira, trapaças e desgovernos.

Eles não estão lá porque invadiram as casas do parlamento, nem o Palácio da Alvorada, como se fez no abominável ato ditatorial militar de 64.

Nivia, eles ocuparam as salas, e roubam com o "sagrado e legítimo voto poupular".

Solicito sua atenção para uma investigação jornalística, sobre os descalabros que estão ocorrendo na área futebolistica nacional, na preapação do Brasil em estádios e outras quinquilahrias de engenharia super faturadas para a relaização desta enxurradas de
competições internacionais, incluindo uma Copa do mundo.

Enquanto isso, a educação, sáúde, moradia,infraetrutura de águas pluviais e esgotos da cidade do Rio de Janeiro, estão entregues a ninguém.

Nem ao palhaço analfabeto funcional, Tiririca !!!

Um, abrção carioca.