Acompanhando Interface Ativa!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Será que estamos sozinhos?


SERÁ QUE ESTAMOS SOZINHOS?*


A Terra é o terceiro planeta do Sistema Solar, situado na Via Láctea, galáxia constituída por cerca de 400 bilhões de estrelas. Abrigo de milhões de espécies de seres vivos,
que incluem os humanos, a Terra ainda é o único lugar no universo onde a existência de vida é conhecida. O planeta formou-se 4,54 bilhões de anos atrás e as primeiras evidências de vida surgiram um bilhão de anos depois. Desde então, a biosfera terrestre alterou significativamente a atmosfera do planeta, permitindo a proliferação de organismos aeróbicos, bem como a formação da camada de ozônio que, em conjunto com o campo magnético terrestre, absorve ondas do espectro eletromagnético, permitindo a vida, em todas as suas manifestações. As propriedades físicas do planeta, bem como sua história geológica e sua órbita, permitiram que a vida persistisse durante este período. Acredita-se que a Terra poderá suportar vida por outros 1,5 bilhão de anos. Após este período, o calor do Sol terá aumentado, tornando inviável qualquer forma de vida aqui.

Data de tempos imemoriais a curiosidade do homem acerca da existência de vida extraterrestre. Gravuras rupestres desenhadas nas cavernas habitadas por nossos antepassados já mostravam a indagação, pois grafitavam nas paredes estranhas figuras, diferentes da humana anatomia. Comenta-se à larga que obras gigantescas construídas por antigas civilizações egípcias, maias, aztecas e incas cujo engenho e execução não é explicável nem pela moderna engenharia, teriam a parceria de civilizações de outros horizontes que não a Terra. Porém, o que falta é comprovação.

Há farto material sobre o assunto, que é fascinante e, por isso mesmo, objeto de muitos livros, filme e séries. Erich Von Däniken foi um dos primeiros a explorar a questão em seu célebre Eram os Deuses astronautas? Quem não assistiu Guerra dos Mundos, Contatos Imediatos do 3º Grau, ET - O Extraterrestre, Guerra nas Estrelas, Taken, o novíssimo Avatar e outras tantas produções que tematizam a existência de vida extraterrestre, a invasão da Terra, o contato com os estranhos e assustadores seres e seus maravilhosos artefatos voadores, conhecidos como OVNI’s!

É certo que a ciência se ocupa em estudar e rastrear a possível existência de vida fora da Terra, analisando sinais do espaço em busca de emissões de ondas sonoras feitas por seres inteligentes, mas tudo o que conseguiram captar até hoje foi estática. Porém, notícias recentes revelam que as chances de se descobrir vida fora da Terra são maiores do que nunca, anuncia Martin Rees, o principal astrônomo britânico e presidente da Royal Society, a academia de ciências da Grã-Bretanha, que está organizando.uma conferência com pesquisadores de várias partes do mundo para discutir as perspectivas de se encontrar formas de vida extraterrestres. Uma descoberta como essa poderia representar um momento de mudança para a humanidade, alterando nossa visão de nós mesmos e de nosso lugar no cosmos.

Para Rees, o avanço tecnológico torna maior do que nunca a possibilidade de que essa busca se mostre frutífera e, pela primeira vez, possamos ter a esperança realista de detectar planetas não maiores do que a Terra orbitando outras estrelas, saber se eles têm continentes e oceanos, descobrir que tipo de atmosfera possuem. Apesar de ser um longo passo para sermos capazes de descobrir qualquer forma de vida nesses planetas, é um avanço importante a obtenção de algum tipo de imagem comprobatória. O envio ao espaço de telescópios capazes de detectar planetas semelhantes à Terra no entorno de estrelas distantes agora torna possível concentrar mais os esforços de busca.

Se encontrarmos vida, mesmo a forma mais simples de vida, fora da Terra, essa seria, claramente, uma das maiores descobertas do século 21. E o astrônomo inglês conclui: “Desconfio que pode haver vida e inteligência lá fora em formas que não podemos imaginar. E poderia, claro, haver formas de inteligência aquém da capacidade humana, mais avançada do que somos avançados em relação a um chimpanzé.”

Pessoalmente, nunca tive qualquer tipo de experiência que comprovasse a existência de seres extraterrestres ou avistei seus pretensos artefatos voadores, mas ouvi, certa vez, o relato surpreendente de uma colega de colégio e, por tratar-se de pessoa séria e equilibrada, não tive motivos para duvidar. Contou-me ela que, uma noite, estava viajando numa camionete, com o seu primo e a esposa, de Santiago para Itaqui. Estrada deserta, noite escura. Em certo momento, olhou no retrovisor e percebeu que alguma coisa se movimentava atrás do veículo. Parecia um contêiner e não fazia qualquer ruído, tampouco era iluminado por luz. Avistava apenas os vagos contornos. Ficou paralisada de medo. Alguns minutos depois, foi capaz de falar e contou ao primo o que vira. Ele olhou e confirmou a sua impressão, bastante assustado. Movido pela sensatez, continuou normalmente o percurso, seguido pelo estranho artefato que, segundo ela, às vezes, desaparecia, voltando, em seguida. Não houve contato, nem ruído ou abordagem. Algum tempo depois, o objeto sumiu, evaporou-se...e eles chegaram ao seu destino, sem saber o que e quem os tinha seguido...

Pela lei das probabilidades acredito que possa haver vida inteligente fora dos limites da Terra. E vocês, já tiveram alguma experiência que os levasse a acreditarem que é possível?

Ou será que estamos condenados à solidão eterna nesse universo sem confins?
*Artigo originalmente publicado no Blog de Edward de Souza, em 08 de fevereiro.

14 comentários:

Edward de Souza disse...

Olá Nivia e amigos (as) deste blog...
O assunto que você aborda é polêmico e, diria, palpitante. É possivel que, entre os participantes desse blog, muitos tenham experências extraterrestres para contar. Não tenho nenhuma, mas já ouvi muitas de amigos, uma delas de um casal adventista, o Senhor Manoel e a Dona Maria, casados há mais de 40 anos com filhos e netos. O senhor Manoel é falecido, moravam em Franca. O casal, quando eu estava na cidade de Franca em visita a familiares, na sala de estar dos meus pais, contou o ocorrido com eles, quando viajavam de carro de Franca para Marília. E terminaram trêmulos e chorando.

De acordo com o relato desse casal, eram mais de 18 horas de um dia de semana no começo dos anos 80 e escurecia, quando observaram que um objeto voador se aproximava do carro em que viajavam. Luzes e cores nunca antes vistas pelo casal e um zunido que feria seus tímpanos. O carro em que estavam, contava "sêo" Manoel, um fusca, parou de funcionar. O objeto voador desceu ao lado do veículo, numa pequena lagoa e, mesmo apavorados, "sêo" Manoel e dona Maria viram quando a água do lago era sugada para o interior do objeto em forma de disco, numa velocidade espantosa.

Não tinham nenhuma máquina fotográfica, mas contaram que se tivessem, com certeza nem pensariam em tirar uma foto, tamanho o pavor em que se encontravam frente aquela máquina maravilhosa e colorida que nunca pensavam que pudesse existir. Foram poucos segundos, contou o casal, tempo suficiente para que observassem inúmeras janelas cercando o disco, cada uma de uma cor. Logo a máquina subiu, deixando a lagôa quase seca, fez algumas embaixadas no ar, jogando luzes para todos os lados e desapareceu.

Ainda muito assustado, "sêo" Manoel ligou a chave do carro e conseguiu sair dali. Chegaram trêmulos e assustados na casa do filho, em Marília e contaram o ocorrido para ele. Essa mesma história o casal contou depois em algumas igrejas adventistas e para várias revistas e jornais. Sempre que o faziam, choravam.

Ouvi muitas outras, uma delas não tenho autorização pra contar. Escutei de um amigo jornalista de Santo André e é de arrepiar. Esse amigo jornalista me pediu que não contasse a ninguém para que seu relato não se transformasse em chacotas de amigos. Tenho minha opinião formada. Eu acredito piamente que existe vida inteligente em outros planetas! Seria muita pretensão nossa, moradores de um minúsculo planeta desse Universo, julgar que só aqui existe vida inteligente!

Um forte abraço a todos...

Edward de Souza

J. Morgado disse...

Olá Nivia e amigos
Pegando carona nos comentários aqui postados (blog do Edward), todos como opiniões mais ou menos parecidas com vieses diferenciados vou me ater ao de Luiz Antonio Queiroz e outros que mencionaram a bíblia dizendo que O Evangelho (Segundo Testamento da Bíblia), diz o seguinte: “Há muitas moradas na casa de meu Pai”. Como entender isso? Será que no céu existem muitos prédios como as moradias populares existentes aqui na terra para os preferidos (segundo algumas religiões). Ou é a infinidade de planetas existentes no Universo que está sempre em expansão?
O Universo é vivo e é vida. A humanidade aqui na terra está ainda gatinhando. Galáxias milhões de vez maior do que a nossa com milhões e de sóis igual ao nosso iluminando sistemas planetários! E há pessoas ou organizações que pensam que somos os únicos!
Também conheci uma pessoa que passou por experiência análoga as aqui relatadas e ela foi intensamente interrogada pelos militares. Não foi internada em hospital psiquiátrico e continuou sua vida normalmente.
Recomendo a leitura do artigo “UFOLOGIA, PSICOLOGIA E ESPIRITISMO”, autoria de Eliseu F. da Mota Júnior, promotor público aposentado e vice-reitor de uma universidade e residente em Franca-SP.
O artigo pode ser acessado através do site abaixo ou pelo título “UFOLOFIA E ESPIRITISMO”
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/pluralidade/ufologia.html

Um abraço a todos

Paz. Muita Paz.

J. Morgado

Em tempo: Parabéns Nivia pelo palpitante assunto

Cristina Fonseca disse...

Prezada Nivia..

Felizmente ou infelizmente, não tenho nenhuma experiencia pessoal com ovnis ou ets,mas a midia sempre nos apresetna casos e situações que nos levam a acreditar em poderes extraterrestres e visitas de alienigenas.
Creio que não estamos sózinhos no universo, pois se tal não fosse, não haveria sentindo nenhum a existenca de inúmeras galaxias e planetas. É possivel a existência que outras formas de vida diferentes da nossa e invisíveis aos nossos olhos. Assim como existem , microorganismos que não vemos a olho nu, mas que sob a lente poderosa de um microspcópio, podem ser vistos e até estudados.
Há muitos mistérios e ainda muito a se desvendar no reino do Criador. A busca de respostas para as nossas questões existenciais, é a força nos impele ao estudo e a descoberta de novas e modernas tecnologias.
Parabéns pela excelente matéria apresentada.
bjoss

Talita disse...

Ôi Nivia, é uma questão de lógica a existência de seres inteligentes em outros planetas. A bíblia está repleta de provas. É claro que há milhares de anos, não existia a palavra "Extraterrestres", mas existia "Deuses". Só não vê quem não quer. Da forma como está evoluindo a humanidade, quem sabe, em breve, os antigos "Deuses" possam regressar. Ou talvez já tenham chegado...

Beijinhos,

Talita - UNISANTOS - Santos - SP.

OBS: deixei mais cedo outro comentário sobre seu texto no blog do Edward

Gabriela disse...

Ôi Nivia, vejo que nossa turminha está lá no blog do Edward e no seu, que legal. Como você escreveu o mesmo texto para os dois blogs, primeiro vou deixar aqui minha opinião sobre o assunto: Será que estamos sozinhos, depois vou ao blog do Edward para também deixar meu comentário.

Dizem os cientistas que a probabilidade matemática de existir outros planetas com as mesmas condições climaticas e atmosféricas da Terra é imensa. E com razão Nivia, o mundo é de tal maneira infinitamente grande que a possibilidade de não existir vida para além da nossa é minúscula. Acho que com um Universo desse tamanho seria muito egoísmo nosso acreditar que somos os únicos a existir. Meus parabéns pelo texto e pelo assunto, que chama a atenção, porque todos nós temos, no íntimo, uma curiosidade enorme para saber se existem outras vidas inteligentes além da nossa.

Beijos,

Gabriela - Cásper Líbero - SP.

ANA CÉLIA DE FREITAS. disse...

Boa tarde Nívia, tudo bem?
Será que estamos sozinhos? Esse assunto abordado com tanta maestria deixa muitas indagações.Mas de uma coisa tenho certeza,se estivermos acompanhados, não quero nem conhecer,confesso que tenho um pouco de medo e não gostaria de encontrar um ET por aí,com excessão se for bonzinho e carente como aquele do filme,que ficou na história.
Abraçossssssssssssssssss.
ANA CÉLIA DE FREITAS.

Andressa disse...

Ôi Nivia, eu tinha um professor que sempre dizia que as pessoas acreditam em átomos (que nem dá pra ver no microscópio) e duvidam que o mundo tem 5000 anos ... Por mais que a ciência esteja avançada hoje, não sabemos muita coisa sobre o mundo. É mais simples achar que a ciência evoluiu muito do que ver o quão nécio ainda somos. Eu parto do princípio de que as teorias científicas estão aí para serem derrubadas. Nenhuma teoria é perfeita, nenhuma explica tudo. Mas aí vc diferencia as pessoas ignorantes das pessoas com ignorância extrema. Essas últimas, ou não acreditam em nada ou acreditam em tudo.

Eu acredito na existência de seres extraterrestres, mesmo que nenhuma prova concreta tenha sido apresentada até hoje. Da mesma forma que temos a Terra e todas as suas formas de vida, podemos ter também um outro planeta qualquer com suas possibilidades de vidas ou até mesmo seres pensantes que executam tarefas até mais rapidamente que o homem e providos de uma tecnologia muito mais avançada que a nossa. que caminha a passos largos!

Bjos Nivia, gostei do assunto de hoje escrito muito bem por você. Já comentei o assunto nos dois blogs.

Andressa - Cásper Líbero - SP.

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nívia Andres!
Considero acertada sua atitude em também postar no seu espaço cibernético tão palpitante tema!
Por mais que pessoas dignas de fé, que afirmam terem visto ou mantido contatos com seres extraterrestres ainda assim não estou propenso a acreditar que de fato isto tenha acontecido. Acho improvável que seres inteligentes atravessem a vastidão cósmica para somente manterem contatos com um número inexpressivo da espécie Homo Sapiens.
Creio que nem preciso dizer acredito na existência de incontáveis planetas com vida inteligente. O problema é a distância imensa que os separam.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

Luiz Antônio de Queiroz disse...

Bom dia Nivia!
Como você postou o mesmo assunto nos dois blogs que você e o Edward comandam, permita-me reprisar meu comentário, sobre o tema "Será que estamos sozinhos?"
A discussão, em parte, ficou circunscrita a visita de habitantes de outros planetas à Terra. A questão é se existe ou não vida inteligente em outros planetas. Já a presença de extra-terrestres em nosso meio é uma outra história. A comunicação se dá de forma espiritual e não material. Para o Espírito (inteligência presente no Universo), não há obstáculo e nem distância, quando já alcançou uma evolução compatível para tal intento. Veja que, mesmo com toda a evolução material que já conquistamos, conseguimos apenas dar um pequeno passo, e chegar à lua, que fica ao nosso lado. Portanto a presença de seres de outros planetas, quando vem em missão, se dá por via espiritual e não material. Quando em via material, encarnam no nosso meio. Uns mais superiores, para nos ajudar a evoluir. Outros, mais inferiores, para aprender conosco e serem ajudados na sua evolução. Muitos deles não conseguem se adaptar e acabam criando problemas para a sociedade. Outros ainda são degredados de planetas que estão em processo de transição para um mundo melhor e por estarem criando conflitos e desajustes sociais, são imigrados para outros planetas. A Terra recebe inteligências com essas características. Como estamos também em processo de transição de mundo de provas e expiações - onde o mal ainda predomina -, para mundo de regeneração - onde o bem é predominante -, muitos espíritos estão sendo transferidos para outros planetas.
A Terra, em determinado momento de sua história recebeu uma leva grande de espíritos muito mais inteligentes do que aqueles que viviam no planeta. Vieram degredados do sistema de Capela. Esta estrela, de primeira grandeza, fica na Constelação de Cocheiro, a 45 anos luz da Terra. Um planeta, do sistema de Capela, muito parecido com a Terra estava em processo de ascenção e alguns ainda resistiam ao mal. Foram conduzidos ao planeta Terra, aob o comando de Jesus, com a finalidade de aprender a humildade, a caridade e ao mesmo tempo ajudar na evolução do planeta Terra. E depois retornar. Alguns ainda estão no nosso meio. Quando Jesus diz: "haverá choro e ranger de dentes", informa o que nos aguarda se permanecermos no mal. Imagine ter que encarnar em um planeta em estado primitivo? Onde a civilização é quase nula. Onde as disputas são intensas. Onde não há luz elétrica, carro, ar-condicionado, o computador, a internet, a tv, habitações confortáveis, o telefone, os aparelhos da medicina e tantas outras máquinas para facilitar a nossa vida? Imagino que se encarnar num planeta assim chorarei muito e rangerei meus dentes, pois conhecia, intuitivamente coisas boas, e agora estou sofrendo. É marcante o culto à morte por esses povos. Veja os egípios, por exemplo. Queriam voltar da melhor forma possível à origem. A raça adâmica, por exemplo marca o fato, relatados na própria Bíblia, de forma alegórica e poética. Outros povos marcaram a sua presença, como os egípicios, os romanos, os gregos, os incas, maias e astecas. Até hoje não entendemos como pôde esses povos ter conseguido tantos feitos com poucos recursos. Tudo é solidário no Universo. Tudo tem uma razão de ser, e a ciência conseguirá responder a todas as nossas indagações. Como ainda não conseguiu, alguns seres superiores a nós, revelaram algumas pontos gerais, e compete a nós buscarmos a verdade através da ciência. Um desses seres foi Jesus Cristo, que não pode falar tudo, pois as inteligências na época não estavam preparadas para receber todas as informações. Por isso falava por parábolas. De qualquer forma estamos caminhando rumo à luz.
Além dos livros sugeridos no meu primeiro comentário sugiro também a leitura do livro "A Caminho da Luz", do Espírito Emmanuel, psicografia de Chico Xavier.

Abraço Fraterno a todos.

Luiz Antônio de Queiroz

Anfermam disse...

Cara Nivia

Andei trabalhando muito, viagens, cuidando de saúde na família, quase fui parar em Angola, mas eis-me aqui de nôvo.
A respeito deste assunto , que aguça a curiosidade nata do ser humano, já foi exposta claramente na impossibilidade física de viagens interestelares devido as enormes distâncias. Sò poderá ser feita espiritualmente pois seria uma apresentação possível da energia que se deslocaria numa forma da velocidade da luz. A Bíblia fala que Jesus é a luz do mundo. Na verdade mesmo que descubram vida em outros lugares, a presença de Deus não será modificada em seu entendimento por conta disto, pois a essência de Deus é a eternidade e a possibilidade de vivermos outra vez em corpos novos, isto é, vivificados. Deus conhece nosso DNA e nossa reconstituição não será difícil. A passagem do vale dos ossos secos em Ezequiel mostra como Deus poderá reconstituir corpos a partir de fragmentos ou seja pelo DNA. É complicado falar de coisas que não sabemos ainda, mas sendo tudo criação de Deus aproverá a êste dar a conhecer ao homem este saber em tempo certo.Conforto-me com a expectativa de poder ganhar o céu sendo simples como as pombas. Pois não estarei vivo na ocasião destas futuras descobertas. Mas, quando jovem me deliciei bastante com a ufologia , os filmes e livros de ficção cientifica.
De qualquer forma sua pesquisa foi excelente principalmente no que tange a explicação científica para o surgimento da vida segundo a visão cósmica apoiada pelo tempo. Muito bom mesmo seu trabalho e ratifico isto pois sua profissão está longe de tal conhecimento a não ser que fizesse uma boa pesquisa. Parabéns portanto!

Anfermam disse...

Cara Nivia

Andei trabalhando muito, viagens, cuidando de saúde na família, quase fui parar em Angola, mas eis-me aqui de nôvo.
A respeito deste assunto , que aguça a curiosidade nata do ser humano, já foi exposta claramente na impossibilidade física de viagens interestelares devido as enormes distâncias. Sò poderá ser feita espiritualmente pois seria uma apresentação possível da energia que se deslocaria numa forma da velocidade da luz. A Bíblia fala que Jesus é a luz do mundo. Na verdade mesmo que descubram vida em outros lugares, a presença de Deus não será modificada em seu entendimento por conta disto, pois a essência de Deus é a eternidade e a possibilidade de vivermos outra vez em corpos novos, isto é, vivificados. Deus conhece nosso DNA e nossa reconstituição não será difícil. A passagem do vale dos ossos secos em Ezequiel mostra como Deus poderá reconstituir corpos a partir de fragmentos ou seja pelo DNA. É complicado falar de coisas que não sabemos ainda, mas sendo tudo criação de Deus aproverá a êste dar a conhecer ao homem este saber em tempo certo.Conforto-me com a expectativa de poder ganhar o céu sendo simples como as pombas. Pois não estarei vivo na ocasião destas futuras descobertas. Mas, quando jovem me deliciei bastante com a ufologia , os filmes e livros de ficção cientifica.
De qualquer forma sua pesquisa foi excelente principalmente no que tange a explicação científica para o surgimento da vida segundo a visão cósmica apoiada pelo tempo. Muito bom mesmo seu trabalho e ratifico isto pois sua profissão está longe de tal conhecimento a não ser que fizesse uma boa pesquisa. Parabéns portanto!

LIZI disse...

Olá querida Nívia.
Passei para agradecer tuas gentis e carinhosas palavras para conosco e nossa Nina, espero sinceramente que ela seja como descreves-te.

Super interessante esse tema que abordou. Como notei, praticamente todas as opiniões aqui expostas relatam que acreditam que exsite vida em outros planetas. Por um lado, até concordo ser possível a existência de algum tipo de vida em algum planeta devido a amplitude do universo. Talvez vidas microscópicas, totalmente distintas das que conhecemos aqui na Terra. No entanto, por outro lado, não compactuo da idéia de que existem formas de vida inteligentes, pelo menos não até o momento em que contatar com algum ser desse nível, que prove vir de outro planeta.
Acho que existe muita mistificação em torno dessa questão, que deveria ser encarada sempre com seriedade científica e não como forma de legitimar pressupostos religiosos. Por enquanto, é o que penso.
Um abraço enorme e sucesso, sempre!
Lizi

Carlos Vanilla, Escritor disse...

Cara Nívia, muitas pessoas dirão que mesmo vendo um "disquinho voador" ainda não acreditarão em tais absurdos, mais vale lembrar que uma grande parte da mídia "quis" este resultado afim de obter um controle sobre o ser humano, para que ele não pudesse escolher se "estamos sozinhos ou não".Até aonde sabemos o universo que conhecemos é de gigantesca extensão e jamais o ser humano, com os instrumentos rudimentares conseguirão explorar toda ela, quem dirá que livros antigos como "O ZOHAR" ou apócrifos proibidos como de "ENOQUE" nos dá a clareza e pistas de Sete universos paralelos, (esta é a divindade do Criador que não para de produzir) ou noções de astronauta como no caso de Enoque,os apócrifos são antigos, e seriam muito dificil imaginar tais questões sobre o que nós vimos hoje os "Ufos".
Ou o que dizer a respeito do Mahabharatha um livro mais antigo do que a escritura judaica (bíblia) com seus incríveis vôos com as famosas "VIMANAS"?
Existem muitos vestígios deles em nosso planeta, possívelmente atrás de tudo isto existem uma conspiração avalassadora, aquelas que seres dos "Tipos Grays" e "Ikisats"- os mais perigosos- estariam manipulando a Terra ao seu bel prazer, seriam os demônios de que as religiões falam, juntamente com alguns caídos: anjos (extraterrestre- seres nórdicos que passaram para o outro "partido" ou da involução universal,assim o homem caminha com os mesmos exemplos desta mentalidade.
Acredito que mas para o futuro, o ser humano será testemunha de uma guerra que está próxima de acontecer.
As pessoas tem o livre-arbítrio para pensar se querem ficar do lado do "mal" ou do "bem".
Não é atoa que os Estados Unidos que franquiaram um acordo, esteja desesperados em ter somente em seu solo 129 bases subterrâneas secretas, uma delas na qual podemos ver com o programa "google earth" é a área 51- Fabricando chocolates é que não é- Base Dulce- muitas pirâmides, lembra um pouco o Egito-
Um dia a revelação virá a tona, pois a mentira não pode lutar contra a verdade.
Site de pesquisa:
http://casadehiram.blogspot.com

mikael disse...

Eu tambem tive uma experiencia parecida. Numa tarde com algumas nuvens. Quando eu estava observando meus amigos empinando papagaio. Eu avistei um objeto que realmente tinha a forma de um disco de cor prateada. Ele parou no ar por quase um segundo e depois fes uma trajetória igual a um s numa velocidade espantosa. nada me fas acreditar que aquilo era uma fraude. pois estava do lado das nuvens. E pela velosidade realmente espantosa e o movimento que ele fes éra com sertesa absoluta imposivel de ser um avião ou coisa do tipo