Acompanhando Interface Ativa!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

A polêmica do uso do avental fora do ambiente hospitalar

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) acaba de emitir parecer sobre uso de avental fora do ambiente hospitalar. A Câmara Técnica de Infectologia da entidade reconhece a possibilidade de o avental se tornar um agente de infecções e recomenda que o uso deve se restringir ao ambiente hospitalar.

O documento foi elaborado a partir de denúncias recebidas pelo Cremers de que médicos e alunos dos cursos de Medicina circulam em áreas externas aos hospitais, incluindo bares e lancherias, usando o avental de trabalho. O parecer técnico foi elaborado pelos médicos Breno Riegel Santos, Eduardo Sprinz e Marineide Gonçalves de Melo.

Portaria do Ministério do Trabalho também orienta a quem atua na área da saúde a usar uniforme somente nos locais de trabalho. O hábito também foi motivo de polêmica em outros estados. No Rio de Janeiro, uma análise da Universidade Federal mostrou que as bactérias permanecem horas nos tecidos.

O que diz o parecer do CREMERS:

"A Câmara Técnica de Infectologia informa que, atualmente, a flora bacteriana hospitalar adquiriu resistência generalizada aos antibióticos, o que contribui para o temor em relação a infecções causadas por essa flora modificada. A infecção hospitalar ocorre em pacientes suscetíveis dentro do ambiente do hospital, ou em consequência de sua estada no hospital. Mesmo considerando que sua incidência é muito baixa entre os profissionais de saúde, assim como em pacientes que não sofrem procedimentos invasivos, não se pode negar que os aventais podem funcionar como fômites. Apesar de não haver qualquer evidência de que alguém na comunidade tenha sido acometido por infecção hospitalar, é senso comum que o uso do avental deve ser restrito apenas ao ambiente do hospital. Alguns países, como a Inglaterra, impõem restrições para o uso de avental fora do ambiente hospitalar. A Câmara Técnica de Infectologia do Cremers é favorável a essa restrição em nosso meio, inferindo que a possibilidade de veiculação da flora hospitalar para a comunidade é uma possibilidade."

Pois bem, a polêmica em torno do uso inapropriado do avental no ambiente hospitalar e mesmo, fora dele, é antiga. Médicos, enfermeiros, estudantes, estagiários fazem mau-uso dessa veste, portando-a até nas áreas externas, o que é temerário, como podemos perceber pelo alerta que faz o CREMERS.

Creio que a maioria dos hospitais têm regramento para o bom uso dos aventais, até por normas da OMS, da Anvisa e dos conselhos técnicos profissionais da área de saúde, como é o caso do CREMERS. O que falta é fiscalização e aplicação de penas específicas (se é que elas existem...)

É muito comum vermos profissionais de saúde ostentando o avental branco em locais impróprios (até em bancos já os notei) como um sinal de status. E não posso crer que seja por ignorância...
Fonte: ZH online

Nenhum comentário: