Acompanhando Interface Ativa!

sábado, 5 de dezembro de 2009

Fato relevante

Levantamento da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB) revela que, das ações contra autoridades no Superior Tribunal de Justiça (STJ), 40% prescrevem ou caem no limbo do Judiciário.

No Supremo Tribunal Federal (STF), o percentual é de 45%. As condenações de autoridades são apenas 1% no STJ - muitas convertidas em penas pecuniárias irrisórias - e inexistem no STF. Desde que foi criada, há 17 anos, a Lei de Improbidade Administrativa condenou 1.605 pessoas.

Para juízes, cientistas políticos, psicólogos e procuradores ouvidos pelo jornal O Globo, punir corruptos é o caminho para concluir a democratização brasileira, que trouxe o aumento da fiscalização da gestão pública.
Fonte: O Globo

2 comentários:

Giovani Pasini disse...

Cara Nívea!

Agradeço a visita e o elogio ao meu blog.

Gostaria de deixar registrado que acompanho o seu blog diariamente, onde encontro informações atuais e grande qualidade jornalística.

Parabéns pelo seu trabalho!

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nívia Andres!
Será que ainda dá para ter esperança, que um dia o Poder Judiciário, de fato, será célere em julgar os inúmeros processos, que estão na lista de espera para julgamento, principalmente os que envolvem os gerenciadores de Órgãos Públicos?
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP