Acompanhando Interface Ativa!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Cientistas em êxtase. Tem água na Lua!

A Nasa anunciou hoje a descoberta de água na lua, situação que abre um novo capítulo na prospecção do satélite terrestre. Os segredos da Lua, aos poucos, vão sendo revelados, após bilhões de anos, para o deleite de cientistas e entusiastas do espaço", informa, radiante, a agência espacial americana.

No dia 9 de outubro, a Nasa fez a sonda LCROSS e seu foguete Centauro se chocarem no fundo da cratera Cabeus, no polo sul da Lua, em uma operação que buscava confirmar a presença de água no satélite natural da Terra.

A colisão levantou uma coluna de material do fundo de uma cratera que não recebeu a luz do Sol por bilhões de anos, explicou a agência. Esta primeira parte era uma coluna de vapor e poeira fina. O segundo material expelido era mais pesado.

Cientistas especulam há muito tempo sobre a fonte de grande quantidade de hidrogênio observada nos polos lunares. As descobertas da LCROSS adicionam informações na questão da água, que pode estar mais espalhada e numa quantidade maior do que se pensava anteriormente.

É este o êxtase! Nada romântico... Espero que os cientistas não acabem furando a Lua, de tantas explosões e perfurações exploratórias, provocando um apagão permanente, inutilizando-a para aqueles que realmente precisam dela - os poetas.

Fonte: Zero Hora.com

2 comentários:

Gian Fabra disse...

me surpreendeu o final romântico... achei q vinha alguma coisa tipo o futuro da humanidade na lua rsrs

q eles te ouçam

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nívia Andres:
Desde os tempos dos bancos escolares no meu já tão distante curso primário, aprendi que a Lua era um astro sem luz própria e estéril, onde seria impossível existir água. Também aprendi que o último planeta do Sistema Solar era Plutão, cuja órbita leva 250 anos terrestres para dar uma volta completa no Sol. Esta auspiciosa notícia do indício concreto de água no nosso satélite natural ainda me deixa atordoado. Será que ainda no tempo da nossa vivência, os cientistas anunciarão que encontraram um planeta smilar ao nosso a muitos anos luz de distância do nosso?
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP