Acompanhando Interface Ativa!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Yes, he can! Barack Obama conquista o Prêmio Nobel da Paz

Nove meses após assumir a presidência dos Estados Unidos, Barack Obama conquistou, nesta sexta-feira, o Prêmio Nobel da Paz, concedido pela Academia de Artes e Ciências de Oslo, em reconhecimento ao seu esforço pelo desarmamento nuclear e pela retomada do processo de paz no Oriente Médio, desde que tomou posse em janeiro.

Obama é o terceiro presidente americano em exercício a conquistar o prêmio. Antes, Theodore Roosevelt (1906) e Woodrow Wilson (1919) e também foram agraciados. Jimmy Carter conquistou o prêmio em 2002, quando já não era presidente, por mediação em conflitos internacionais.

"O presidente Obama venceu o Nobel da Paz por seus extraordinários esforços para fortalecer a diplomacia internacional e a cooperação entre os povos", divulgou o Comitê do Nobel, através de seu presidente, Thorbjoern Jagland.
Obama, ao comentar sobre o prêmio, disse que está surpreso e profundamente honrado por ter sido escolhido para o Nobel da Paz de 2009, e que o considera como um chamado para a ação. Segundo ele, a homenagem não é vista "como um reconhecimento de minhas conquistas, mas sim a afirmação da liderança norte-americana em nome das aspirações das pessoas em todas as nações". "Sinto que não mereço estar ao lado de tantas figuras transformadoras que já foram honradas com este prêmio."

A notícia está gerando polêmica no mundo, principalmente pelo pouco tempo em que Barack Obama exerce a presidência dos Estados Unidos. Acredito que este prêmio foi concedido à pessoa de Obama e o que ele representa para os esforços pela paz mundial, especialmente por ser o primeiro negro a assumir a presidência dos Estados Unidos e por ter capturado a atenção da população mundial com o seu discurso de esperança, solidariedade e preservação da dignidade humana. Yes, he can!

A respeito de Barack Obama, José Saramago escreveu, em seu blog O caderno de Saramago, em janeiro de 2009:

"Donde?
Donde saiu este homem? Não peço que me digam onde nasceu, quem foram os seus pais, que estudos fez, que projecto de vida desenhou para si e para a sua família. Tudo isso mais ou menos o sabemos, tenho aí a sua autobiografia, livro sério e sincero, além de inteligentemente escrito. Quando pergunto donde saiu Barack Obama estou a manifestar a minha perplexidade por este tempo que vivemos, cínico, desesperançado, sombrio, terrível em mil dos seus aspectos, ter gerado uma pessoa (é um homem, podia ser uma mulher) que levanta a voz para falar de valores, de responsabilidade pessoal e colectiva, de respeito pelo trabalho, também pela memória daqueles que nos antecederam na vida. Estes conceitos que alguma vez foram o cimento da melhor convivência humana sofreram por muito tempo o desprezo dos poderosos, esses mesmos que, a partir de hoje (tenham-no por certo), vão vestir à pressa o novo figurino e clamar em todos os tons: “Eu também, eu também.” Barack Obama, no seu discurso, deu-nos razões (as razões) para que não nos deixemos enganar. O mundo pode ser melhor do que isto a que parecemos ter sido condenados. No fundo, o que Obama nos veio dizer é que outro mundo é possível. Muitos de nós já o vinhamos dizendo há muito. Talvez a ocasião seja boa para que tentemos pôr-nos de acordo sobre o modo e a maneira. Para começar."

Imagens: Bowmer and Corvallis Gazette, AP
Fonte: Daily News staff writer e Blog O Caderno de Saramago

2 comentários:

Anfermam disse...

Vendo um programa chamado Globo News, ouvi que nosso nivel de corrupção em alguns níveis chega a 75% ou seja a contaminação é muito grande.
Havendo bons exemplos a serem seguidos certamente teremos um mundo melhor enquanto isso precisamos melhorar nossos índices de corrupção ou seja zerá-los.
É claro que a corrupção é antiga , agora temos a imprensa atenta que apura melhor os escandalos...
Precisamos de gente preocupada com a paz exterior e interior, a saúde e a prosperidade...São tres itens só, mas que dizem tudo.Pena que os exemplos começam a vir de fora. Onde estão nossos exemplos? Sumiram?
Vamos buscá-los então na Bíblia será o começo de tudo...
Por que USA and england são os exemplos sempre? Porque foram e ainda são povos tementes a Deus? Nossos exemplos acabaram?

Anfermam

Anfermam disse...

Vendo um programa chamado Globo News, ouvi que nosso nivel de corrupção em alguns níveis chega a 75% ou seja a contaminação é muito grande.
Havendo bons exemplos a serem seguidos certamente teremos um mundo melhor enquanto isso precisamos melhorar nossos índices de corrupção ou seja zerá-los.
É claro que a corrupção é antiga , agora temos a imprensa atenta que apura melhor os escandalos...
Precisamos de gente preocupada com a paz exterior e interior, a saúde e a prosperidade...São tres itens só, mas que dizem tudo.Pena que os exemplos começam a vir de fora. Onde estão nossos exemplos? Sumiram?
Vamos buscá-los então na Bíblia será o começo de tudo...
Por que USA and england são os exemplos sempre? Porque foram e ainda são povos tementes a Deus? Nossos exemplos acabaram?

Anfermam