Acompanhando Interface Ativa!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Erro de polícia

No Brasil, como se sabe, os marginais não perdem por esperar. Ganham. Nessa terça (20), o STJ deu um presente a quatro ladrões de São Paulo. Em dezembro de 2007, eles haviam furtado duas peças valiosas do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Um Picasso (Retrato de Suzanne Bloch) e um Portinari (O Lavrador de Café). Foram abertos dois inquéritos – um da Polícia Civil; outro da Polícia Federal. Em sete dias de investigação, a Polícia Civil localizou os quadros, recuperando-os. Foram presos Francisco Laerton Lopes de Lima, Robson de Jesus Jordão, Alexsandro Bezerra da Silva e Moisés Manuel de Lima Sobrinho. Em fevereiro passado, foram julgados e condenados pela Justiça Estadual paulista.
Pois bem. O STJ decidiu que a sentença não tem valor e anulou-a.
Alega-se que o caso só pode ser julgado pela Justiça Federal.

Não será preciosismo demasiado? Afinal, a justiça foi feita e muitos recursos foram gastos para concretizá-la. Zerar tudo me parece um absurdo.


Fonte: Blog do Josias de Souza

Nenhum comentário: