Acompanhando Interface Ativa!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Ataque ao vilão da hora

Você está despejando os quilos a mais? indaga o cartaz de agressiva campanha publicitária contra a obesidade, que está nas ruas de Nova York. Na imagem, o líquido que escorre se transforma em gordura. As autoridades de saúde estão se valendo deste expediante para chocar os consumidores de refrigerantes, forçando a redução da ingesta de açúcar, preocupadas com o resultao de pesquisas recentes, que mostram que os americanos bebem quase 58 bilhões de litros da bebida por ano. E os refrigerantes podem conter até 17 colheres de chá de açúcar em cada garrafa de 550 ml.

Neste sentido Nova York vem liderando as campanhas e iniciativas para aumentar impostos dos refrigerantes e fast-food e abater impostos para lojas que vendem frutas e vegetais em bairros pobres.

O prefeito Michael Bloomberg já obrigou cafés, restaurantes e lanchonetes a especificarem a quantidade de calorias nos cardápios, enviou vendedores de frutas para bairros pobres e concedeu incentivos a pequenos estabelecimentos comerciais para venderem frutas e vegetais.

Defensores das campanhas de saúde pública afirmam que os Estados Unidos estão vivendo hoje uma epidemia de obesidade que custa ao país US$ 147 bilhões por ano em gastos com saúde. De acordo com as últimas estatísticas do governo, 32.2% dos americanos adultos e 17.1% das crianças já são clinicamente obesos.

Não sei se há dados estatísticos no Brasil sobre o consumo de refrigerantes e obesidade, mas creio que os números devem ser parecidos e não vejo nenhuma campanha de esclarecimento em nível governamental.

Fonte: BBC Brasil

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nívia Andres:
A obesidade é uma problema de saude pública mundial. O cruciante nesta aflitiva situação é que nosso organismo retem calorias, por conta da carência crônica de alimentos, nos primórdios da nossa espécie.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP