Acompanhando Interface Ativa!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Sepé Tiaraju agora é herói nacional

Lei sancionada pelo vice-presidente, em exercício, José Alencar, coloca o índio missioneiro Sepé Tiaraju, no mesmo patamar em que se encontram Tiradentes, Santos Dumont e Zumbi dos Palmares.

O projeto que elevou o índio Sepé a categoria de herói é de autoria do deputado federal gaúcho Marco Maia (PT) que festejou a nova lei, dizendo que "chegou a vez de prestarmos o devido reconhecimento à história de coragem e de luta pelo direito à terra de nosso herói Sepé Tiaraju."

José Tiaraju era corregedor da Redução Jesuítica de São Miguel na época em que Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Madri (1750), obrigando cerca de 50 mil índios cristãos a abandonarem suas cidades, propriedades e pertences, nas Missões. Foi Sepé Tiaraju, o destemido, que liderou a resistência. "Esta terra tem dono", teria dito o herói, à época.

Sepé morreu em combate, no dia 17 de fevereiro de 1756, enfrentando tropas portuguesas e espanholas na localidade de Batovi, hoje município de São Gabriel. Privados de sua liderança, dias depois, 1,5 mil índios foram dizimados, na batalha de Caiboaté.

Preferiria dizer que Sepé foi um grande homem, que honrou o seu povo e a terra onde nasceu. Mas já que o Brasil precisa de heróis, aí tem um, de verdade!
Fonte: Jornal Zero Hora

2 comentários:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nivia Andres:
Finalmente uma notícia auspiciosa! Nossos valorosos e destemidos antepassados merecem ser enaltecidos e cultuados na contemporaneidade e nas gerações do porvir! VIVA SEPÉ TIARAJU!!!!...
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

Anfermam disse...

Tem muita gente querendo ser ìndio hoje em dia.
Lá no Rio de Janeiro , elegemos um deputado índio , o Juruna, lembra-se?
Tivemos um Presidente da República, mestiço, ele era de Campos de Goytacases,Estado do Rio de Janeiro e o nome dele era NILO PEÇANHA, fomos primeiros que os Americanos em eleger um Presidente de côr.
Eu fui fazer uma construção na Aldeia dos Índios Pataxós, em Coroa Vermelha, Porto Seguro,Bahia.
O projeto era pra ser todo a moda ocidental, moderno. Eu contrariei meus amigos da empresa na época, marquei entrevista com o Cacique Aruan - 2005 - e negociei a construção, qual seria a caracteristica ideal que não contrariasse os costumes da Tribo dos Pataxós. Resolvemos fazer igual aos telhados da Reserva que eles tem lá, tudo moderno menos o telhado que tem a forma da Oca da Aldeia.
Resultado: No dia da inauguração da obra fomos recepcionados por quase 100 índios todos à caráter, pinturas, penas, cantos. Foi bacana!
Os homens decentes deste país tem o dever constitucional de respeitar todas as raças.
Viva o Brasil!
Abraços a todos