Acompanhando Interface Ativa!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O furo na sacolinha

Como acaba de comentar Ruy Gessinger, em seu competente blog (o link está na barra lateral, à direita), está interessante a briga entre as poderosas redes de televisão Globo e Record, envolvendo a ação do Ministério Público sobre os desmandos do bispo Edir Macedo, guru (ou o próprio deus) da Igreja Universal do Reino de Deus.

Vale uma pergunta: Alguém ainda tem dúvida de que a gorda sacolinha serve para encher as burras do guru? Só mesmo os coitados incautos e crédulos seguidores do dito bispo e de sua malfadada igreja. Provas robustas e numerosas campeiam por aí.

Respeito qualquer tipo de credo ou religião, desde que não queiram os seus mentores apropriar-se dos bens de seus seguidores, seja uma merreca ou um milhão. Dízimo, óbolo, doação, ou qualquer outro termo que qualifique a ação como auxílio, ajuda, devem ser absolutamente espontâneos e mais, fiscalizado o seu destino. Transparência não se pede só na política...

Esses meliantes, mercadores do sofrimento, comerciantes de terrenos no céu, são legítimos traidores da fé, só que se venderam, diferente de Judas, por bem mais do que 30 dinheiros...

Tomara que a sacolinha fure...

2 comentários:

rato disse...

Edir Macedo não é insituição pública, logo é errado falar em "burras". "Burras" só se aplica ao setor público e não a pessoas ou organizações privadas.

Nivia Andres disse...

Prezado Rato,

Obrigada por sua correção.