Acompanhando Interface Ativa!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Pizza de pré-sal x pizzaiolos

Irritado com repórter que lhe perguntou o que achava das declarações de senadores da oposição, que afirmaram que a CPI da Petrobras acabaria em pizza temperada com pré-sal, o presidente Lula aproveitou para atiçar o fogo no palheiro, respondendo que os oposicionistas do Senado são ótimos pizzaiolos.

Lula já perdeu a noção há muito tempo. Aliás, nunca teve noção...

3 comentários:

Márcio Brasil disse...

Oi, Nívia. Quero te dizer que é muito bom compartilhar de teus pensamentos, crítica, conhecimento e dicas. De fato, o Lula perdeu a noção há muito.

E quero te dizer um muito obrigado por tuas palavras. Foram recebidas como um colete salva-vidas para alguém que está se afogando.

Bjs mil

Armando Maynard disse...

O Lula ultimamente tem falado muita bobagem. Está provado que alcool e poder, sobe pra cabeça e destrói neurôneos.Vivemos um triste momento de nossa democracia de fraldas sujas, quando o Senado passa por um momento de lavagem. Que a imprensa continue honrando a liberdade que lhe é de direito e traga a tona, todas as mazelas do senado, câmara, governo... Um abraço, Armando.

Anônimo disse...

CUIDADO COM O LOBÃO (2)
Ministro Lobão, com apoio de Lula e Dilma, pretende acabar com a PETROBRAS única empresa brasileira que pode nos retirar da
situação secular de colônia.



PETROBRAS AMEAÇADA
PRECISAMOS REAGIR


Wladmir Coelho
Mestre em Direito e Historiador

No último dia 15 de julho o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou as notí-cias das ações contra a PETROBRAS: O governo vai entregar o pré-sal aos oligopólios internacio-nais através de um ato matreiro recheado de marketing social e político.
O discurso do senhor Lobão para uma imprensa dócil, que confunde ou busca confundir um discurso ideológico como razão ou verdade absoluta, segue a cartilha do decadente modelo regula-tório fundamentado na fórmula de entrega do bem econômico petróleo às empresas privadas diante da alegada incompetência do Estado (em função da crise mundial estas empresas petrolíferas encon-tram-se ligadas diretamente ao governo dos EUA conforme denunciamos em: (http://www.odebate.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=10464&Itemid=28) mantendo- deste modo- nossa tradição colonial fantasiada – por obra e graça dos marqueteiros e grande imprensa – de redenção nacional através da criação de um fundo (ainda sem nome, sem re-cursos definidos) para educação e saúde.
Excluindo o discurso ideológico do governo e grande imprensa temos na prática o enfraque-cimento da Petrobras através da criação de uma empresa para entregar o pré-sal aos oligopólios considerando as características do contrato de risco compartilhado. Observem que neste modelo quando aumenta o risco torna-se maior o percentual da empresa nos valores embolsados e tratando-se do pré-sal iniciaram-se – de forma conveniente - as notícias de existência de poços secos em San-tos fator que alarga os “riscos” de exploração. O Brasil, vencendo a proposta do governo, vai conti-nuar sua prática de exportação de matéria prima através de empresas internacionais (olho na estra-nha e ainda não totalmente esclarecida negociação com a China, voltaremos ao tema) e verificando a situação dos países que adotaram tais práticas com o petróleo não será difícil prever o futuro.
O presidente Lula comete um erro histórico ao conduzir ideologicamente a questão do pré-sal, pois somente os Estados Unidos conseguiram utilizar para o seu desenvolvimento os recursos do petróleo através da exploração privada e neste ponto devemos lembrar que este país foi pioneiro na indústria petrolífera utilizando para este fim capital nacional. Quanto aos demais produtores do “ouro negro” a utilização em beneficio de sua população somente ocorreu após a estatização da produção e neste caso devemos incluir a Noruega (http://www.correiocidadania.com.br/content/view/2227/ ) cujo exemplo é deturpado através dos membros do governo como forma de justificar a política entreguista em marcha.

http://politicaeconomicadopetroleo.blogspot.com/