Acompanhando Interface Ativa!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Marketing viral

Um anúncio com bebês patinadores se transformou em sensação da internet – no mais recente exemplo do marketing que ficou conhecido como viral por se disseminar quase como um vírus na rede mundial.

A propaganda da água mineral Evian estrelada por um grupo de bebês rechonchudos (e de fraldas...) patinando, já foi vista mais de 4,5 milhões de vezes nas duas versões existentes (para os Estados Unidos e "internacional") no site YouTube.

Nos últimos anos, o chamado marketing viral se tornou um dos instrumentos mais eficientes para atingir um grande público mundial. Hoje, as grandes empresas têm diversos anúncios que sequer são pensados para televisão.

Recentemente, um comercial da fabricante de chocolates britânica Cadbury's também ultrapassou os 4 milhões de visitas no YouTube. O sucesso foi tanto que a empresa fechou um acordo com a operadora de telefonia celular britânica Orange para permitir o download da trilha sonora como toque para os telefones, e a música foi baixada 125 mil vezes nos primeiros 11 dias de exibição do comercial. O anúncio ainda gerou várias paródias que também viraram sucessos no YouTube.

Um dos primeiros exemplos de campanhas virais foi um comercial da cervejaria americana Budweiser no ano 2000. Com o chavão "Wassup" (algo como "e aí"), o público foi convocado a produzir seus próprios vídeos e enviá-los à empresa.
A iniciativa virou um grande sucesso na rede mundial.

Lee Rolston, diretor de marketing da Cadbury's, explica que a televisão e a internet estão se fundindo mais a cada dia: "Estreamos nossas campanhas durante os programas de televisão mais assistidos e, imediatamente depois, online. As pessoas gostam de interagir com os filmes e fazer suas próprias versões. Nós deixamos rolar e ficamos de olho no que as elas pensam."

O publicitário Chris Hassell, da agência Ralph, especializada em anúncios para a internet, comenta que algumas campanhas funcionam por terem sido lançadas inicialmente em sites como o YouTube. "O briefing que damos aos nossos publicitários continua sendo o mesmo: o de criar anúncios que façam as pessoas falarem deles". A idéia é sensibilizar os blogueiros, apresentar os vídeos para eles primeiro e aproveitar a sua rede de contatos para a disseminação do anúncio. E complementa Hassell, "se o comercial for realmente bom, não é preciso nem a televisão."

Também foi da Cadbury's um anúncio que provocou um fenômeno semelhante na internet recentemente, mostrando um gorila tocando bateria para acompanhar a música In the air tonight, de Phil Collins. O filme acabou ganhando o prêmio principal do Festival de Publicidade de Cannes.

Fonte: BBC Brazil

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezada jornalista Nivia Andres:
O que mais me desalenta neste tipo de mercantilismo exacerbado, que é capaz de "vender a mãe num mercado persa", que tem como escopo obter lucros cada vez mais maiores, é saber que ele tem um público ávido para comprar impulsivamente.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP