Acompanhando Interface Ativa!

domingo, 12 de julho de 2009

Alguma poesia

À flor da língua

uma palavra não é uma flor
uma flor é seu perfume e seu emblema
o signo convertido em coisa-imã
imanência em flor: inflorescência
uma flor é uma flor é uma flor
(de onde talvez decorra
o prestígio poético das flores
com seus latins latifoliados
na boca do botânico amador)
a palavra, não: é só florilégio
ficcção pura, crime contra a natura
por exemplo, a palavra amor

Geraldo Carneiro

Um comentário:

Michelle Crístal disse...

Lingua, sendo ela uma virtudes das flores, beijos