Acompanhando Interface Ativa!

sábado, 25 de abril de 2009

Ignorância e desinteresse

Matéria da revista Época desta semana traz pesquisa informal do jornalista Seth Kugel, que escreve sobre o Brasil para o site Global Post. Intrigado com a idéia de que, para os brasileiros, os americanos não sabem muito sobre o Brasil, Seth entrevistou alguns americanos no Parque Battery e na Times Square, em Nova York e concluiu que os americanos não sabem, de fato, o nome do presidente do Brasil. Apenas dois dos 50 entrevistados mencionaram o nome do presidente Lula. Um falou "Inácio da Silva" e outro disse "Lula". Uma mulher respondeu "Cardoso", certamente referindo o ex-presidente Fernando Henrique.

Outra pergunta, já emblemática, dizia respeito ao nome da capital do Brasil cuja idéia mais difundida é a de que os americanos acreditam ser Buenos Aires...Quando o jornalista questionou qual era a capital do Brasil, o mito foi desvendado. Ninguém disse Buenos Aires. A maioria dos americanos (16) confessou não saber qual era, mas a cidade mais citada foi São Paulo, dita por 13 entrevistados. A resposta certa partiu de oito americanos, o mesmo número de quem disse ser o Rio de Janeiro. Buenos Aires só foi citada três vezes ao longo da pesquisa. “Buenos Aires...não, isso é na Argentina”, teria dito um jovem. Um casal de adolescentes trocou a resposta da cidade argentina quando viu seus pais dando outra resposta, e assinalaram um “não sei”. Quanto à língua falada no Brasil, a maioria dos entrevistados acertou, embora 12 tenham dito ser “espanhol”. Dos 50, apenas cinco não disseram que o país situa-se na América do Sul.

Segundo Kugel, os brasileiros que ficaram sabendo da pesquisa disseram que o resultado foi surpreendente e ficaram aborrecidos porque os americanos não sabiam quem era o presidente do maior país da América Latina. Mas, eles próprios não sabiam nomes de presidentes da África ou da Ásia.

Pois bem, nada de novo no front. É histórico o desconhecimento dos americanos acerca de tudo que é externo aos Estados Unidos. Simplesmente não lhes interessa. Para eles só existe a "América". Tenho um irmão que mora Texas há mais de dez anos que confirma isso - os americanos só se interessam por seu umbigo. Nada mais os sensibiliza.

Aliás, a situação aqui no Brasil não é muito diferente. Pergunte-se ao povo qual é a capital americana. Muitos dirão que não sabem. Alguns responderão que é Nova York. Outros dirão que é Londres. Acerca do presidente, a maioria dirá que é Obama, por certo, porque está o tempo todo na mídia. Mas saberão nome do presidente do Uruguai, ou do Chile, ou do México? Duvido!

A ignorância e o desinteresse grassam, também, nesta Terra Brasilis.

Fonte: site da revista Época

Um comentário:

Márcio Brasil disse...

Pois é, Nívia. É assim que o povo vai perdendo as suas características culturais. É porque o Brasil sempre preferiu "importar" cultura de outros lugares do que valorizar a sua própria. Da mesma forma que os intelectualóides santiaguenses valorizam mais o Aureliano de Figueiredo Pinto, cuja literatura não ultrapassa os portões da Querência, do que Caio Fernando Abreu. Claro, o Caio era homossexual, né? E nós somos terra de baguais e de militares!! Um fraterno abraço!!!