Acompanhando Interface Ativa!

sábado, 28 de março de 2009

Sessenta minutos

Hoje é o dia marcado para apagar as luzes contra o aquecimento global. Das 20h30min às 21h30min, ocorrerá a terceira edição da HORA DO PLANETA, promovido pela organização não-governamental WWF. A estimativa é de que um bilhão de pessoas em mais de 2,8 mil cidades do mundo participem do ato e fiquem no escuro durante 60 minutos. No Brasil, onde o movimento é promovido pela primeira vez, o principal fator que contribui para o aumento da emissão de gases do efeito estufa é o desmatamento das florestas.

No ano passado, mais de 50 milhões de pessoas participaram da mobilização em todo o mundo, um número muito maior do que o pouco mais de 2 milhões que desligaram suas lâmpadas em Sidney, na Austrália, em 2007. As organizações engajadas defendem que é uma das tantas oportunidades de pressionar os governos a fazerem algo de concreto pelo ambiente, como a assinatura, em dezembro deste ano, de um acordo para reduzir as emissões de gases do efeito estufa durante a 15ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, na Dinamarca.

O Brasil vai participar, pela primeira vez, do evento que pretende mobilizar 1 bilhão de pessoas em mais de 2,8 mil cidades de 83 países. Nova York, Londres, Paris, Rio de Janeiro e Buenos Aires estão entre as metrópoles que aderiram à campanha.

Será interessante permanecer no escuro durante sessenta minutos para refletir sobre a nossos movimentos diários de destruição da Terra, com ações no mais das vezes inconscientes, mas mesmo assim destrutivas. A quantidade de lixo que produzimos todos os dias é enorme; o desperdício dágua, incalculável; igualmente o de energia elétrica. O consumismo é desenfreado. Usamos demais porque temos em abundância. Mas até quando? É perfeitamente possível viver muito bem com menos. Atitudes racionais podem melhorar a nossa qualidade de vida e permitir mais vida para todos, por mais tempo.

Nenhum comentário: