Acompanhando Interface Ativa!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

A fala eficiente de Jarbas Vasconcelos

Há poucos dias, o senador Jarbas Vasconcelos, em entrevista à revista Veja, se revelou decepcionado com a política e, principalmente, com os políticos. Ele disse que o Senado virou um teatro de mediocridades e que seus colegas de partido, com raríssimas exceções, só pensam em ocupar cargos no governo para fazer negócios e ganhar comissões. "Boa parte do PMDB quer mesmo é corrupção".

O efeito das denúncias do senador Jarbas Vasconcelos (PE) contra seu partido, o PMDB, causou ontem a primeira grande derrota dos peemedebistas, impedidos de assumir o controle do Fundo Real Grandeza, de Furnas, e de seu patrimônio de R$ 6,3 bilhões. No dia 18, em entrevista à revista Veja, Jarbas afirmou que "boa parte do PMDB quer mesmo é a corrupção" e acrescentou que "a maioria de seus quadros se move por manipulação de licitações e contratações dirigidas".

Sob a direção do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ligado ao líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), e ao presidente do Senado, José Sarney (AP), os peemedebistas moveram mundos e fundos para derrubar Sérgio Wilson Ferraz Fontes da presidência do Real Grandeza. Tinham até o nome de um aliado para substituí-lo: o atual gerente financeiro de Furnas, Eduardo Henrique Garcia.

O senador Jarbas Vasconcelos causou o primeiro estrago. Espero que muitos outros venham logo. E que não poupem ninguém, seja qual for o partido a que pertençam os pilantras.

Nenhum comentário: